Dentes de leite, porque são eles tão importantes?


Já todos tivemos dentes de leite, abanaram e “bye bye, uma moedinha debaixo da almofada”. Mas se caem naturalmente porque razão são eles tão importantes?


Para além da mastigação e da fonética, a estética também é importante, afinal de contas as crianças também adoram sorrir!


Mas há mais!


Comecemos pela intima relação da saúde oral com a saúde geral. A boca é uma entrada para o restante organismo, e com a qual há muitas comunicações. Problemas na cavidade oral (como por exemplo infeções) podem disseminar para o restante corpo. Por isso uma boca sã contribui para um corpo são.


O dente de leite tem cárie? Será necessário tratar?

Claro que sim!


As cáries são formadas pela produção de ácido das bactérias que vão causando a destruição do dente (os tais bichinhos a fazer casas nos dentes), e um dente decíduo cariado pode facilmente “contaminar” os do lado.


As cáries podem causar desconforto ou dor à criança, interferindo na mastigação, ou até mesmo evoluir para um processo infecioso (abcesso). Estes abcessos podem afetar os tecidos circundantes e por sua vez interferir na formação do dente definitivo, que está logo por baixo!


Não tem problema perder um dente de leite, pois não?

TEEEEM SIM!!


Os dentes de leite são os “mantedores de espaço” naturais para os dentes definitivos. São eles os responsáveis por guiar a erupção dos dentes que vão nascer a seguir.

A perda de um dente, na altura que não era suposto, vai alterar toda a disposição dos dentes e influenciar no crescimento da face, sendo esta uma das grandes causas da posterior necessidade de tratamento ortodôntico.


Por fim, não menos importante, a fada dos dentes dá uma recompensa melhor para dentes saudáveis! ;)


Então vamos lá educar os mais novos às boas práticas de saúde oral porque é de pequenino que se torce o pepino. Marque consultas regulares com a Dra. Mariana Gomes, a nossa odontopediatra. Não deixe que o seu filho faça parte dos 67.7 % das crianças portuguesas que nunca visitaram o dentista. Prevenir vai-lhe sair mais barato que tratar, e habituar o seu filho a ir ao dentista vai lhe doer muito menos nos ouvidos :P



Texto: Dra. Mariana Gomes